Fósforos

Veja os fósforos, quarenta obstinados fósforos, tão firmes em seu único propósito.
Riscar, acender, apagar.
Riscar, acender, apagar.

Diminutos kamikazes de madeira em pelotões de admirável presteza.

(Quanta coragem se encerra em cada caixinha de fósforos!)

Avante, pequenos soldados.
Prossigam em sua missão.
Entreguem-se até virar brasa
à vida, que é combustão.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesias. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Fósforos

  1. Caru disse:

    |Coisa linda! 😀

  2. bibi.gil disse:

    bem bom 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s