Bisos

Um passeio ao Tejo
e um beijo roubado
por um namorado um tanto audaz
um dia fizeram um pai muito irado
– Não verás minha filha, ó pá, nunca mais!

Um roubo de beijo,
um desejo calado
e um grande navio ancorado no cais
Destino traçado! Rio de Janeiro!
e que os bons ventos embalem os casais

Quem sabe não fosse um pai muito bravo
há mais de um século, lá em Portugal
Manoel e Maria não teriam emigrado
e eu não seria Mariana Amaral.
Anúncios
Publicado em Poesias | Deixe um comentário

Impermeável

Senhora Teresa de Andrade e Silva, ou melhor, senhorita, arruma as malas para um fim-de-semana em uma pousada de praia. Separa um maiô, uma canga colorida e um casaco impermeável, daqueles com capuz. Não precisa checar a previsão do tempo; certamente serão dois dias de sol e chuva. E pelo lobby, pela areia, pela quadra poliesportiva, pela beira da piscina e por mais onde andar sozinha com suas galochas, sabe que olharão confusos para ela, e para o céu, e para ela mais uma vez. As famílias, os casais, as crianças. Mas Teresa não vai se importar. Cada um sabe de suas tempestades.

Publicado em Contos | 1 Comentário